A tradição do debate entre a cor e o desenho

Por Marcelo Albuquerque   David Batchelor analisa no seu livro Cromofobia diversos aspectos da cor na história da arte ocidental, vinculando à contemporaneidade toda a herança estética e artística que será vista neste livro. O autor autentica a importância do estudo da cor pelo viés estético e histórico, como forma de compreensão do cenário da... Continuar Lendo →

A cor como fenômeno social e linguagem

Por Marcelo Albuquerque   Michel Pastoureau[1] adverte sobre a complexidade do assunto e prepara um amplo caminho de estudo da cor nas artes em geral. Ele entende a cor como um fenômeno social, o que impossibilita a criação de teorias universalizantes, cientificistas e metodológicas das cores. Para John Gage, em primeiro lugar e acima de... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑