Renascimento: o debate entre cor e desenho

Por Marcelo Albuquerque   “(...) Desde Platão, a filosofia tem condenado a ilusão em nome da necessária distinção entre imagem e real” (LICHTENSTEIN, 1994, p. 171). O prazer do simulacro é perigoso, pois pode levar o espectador a considerar o real como sendo uma imagem, e o próprio sujeito como um ser fictício nesse espaço,... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑