Busca

HISTÓRIA DA ARTE E ARQUITETURA

Por Marcelo Albuquerque

Retorno à metafísica da cor

Por Marcelo Albuquerque No pensamento do século XX, a metafísica não é vista como um empecilho para a ciência ou para o avanço cientifico. Reale recorda que para Karl Popper, a metafísica contribui para o território especulativo que a ciência... Continue lendo →

Cor integral

Por Marcelo Albuquerque   Para Argan, o objetivo de Albers em sua obra artística não é sugerir uma terceira dimensão, mas realizar nas duas dimensões um espaço plástico integral, tão sólido e concreto quanto o da arquitetura[1]. Em seu pensamento,... Continue lendo →

Josef Albers

Por Marcelo Albuquerque Josef Albers ingressou com aluno na Bauhaus em 1920 e tornou-se professor em 1925 do Vorkus (Vorlehre). Ficou na Bauhaus até o seu fechamento pelos nazistas em 1933, imigrando a seguir para os Estados Unidos, onde desenvolveu... Continue lendo →

Paul Klee

Por Marcelo Albuquerque Assim como Kandinsky, Paul Klee desenvolveu ampla pesquisa teórica e prática entre as relações simbólicas e espirituais da forma e da cor. Impelido por um forte misticismo gnóstico e esoterismo, percebia nas cores e formas uma analogia... Continue lendo →

Kandinsky

Por Marcelo Albuquerque Kandinsky foi provavelmente o mestre da Bauhaus mais consistentemente envolvido com o ensino da cor. Ele se juntou a Bauhaus em 1922, tendo também elaborado um detalhado programa de instrução para o reformado Instituto de Cultura Artística... Continue lendo →

Johannes Itten

Por Marcelo Albuquerque   Johannes Itten usou o esquema do curso preliminar da Bauhaus em sua escola particular em Viena, entre 1916 e 1918. Ele desenvolveu uma concisa pesquisa da aplicação das cores nas artes plásticas como professor-pesquisador e como... Continue lendo →

Vanguardas Russas

Por Marcelo Albuquerque   De acordo com Argan, as vanguardas russas são os únicos movimentos de vanguarda a estarem envolvidos no processo revolucionário concreto, com forte carga ideológica, com profundas propostas de transformações estruturais e de operações artísticas[1]. As vanguardas... Continue lendo →

Mondrian e De Stijl

Por Marcelo Albuquerque Em 1917, quando a revista De Stijl começou a ser publicada, Mondrian havia alcançado grande versatilidade como pintor, desde a Hague School, uma escola realista influenciada pela Escola de Barbizon, através do Impressionismo, Fauvismo e uma versão... Continue lendo →

Vanguardas modernas e a questão das cores

Por Marcelo Albuquerque   A sociedade de artistas russos Mundo da Arte, criada em 1898, compartilhava a insatisfação com as academias e procurava aproximar a Rússia da arte da Europa Ocidental. As cores e as composições vibrantes remetiam ao Sintetismo... Continue lendo →

WordPress.com.

Acima ↑