castrum foi o acampamento, estável ou provisório, de uma unidade do exército romano, como uma legião, em terras distantes. Possuía a forma retangular com muralhas ou palhiçadas com um fosso cavado pelos experientes engenheiros e soldados romanos. O termo castrum pode ser aplicado para obras civis com fins de proteção e para fins militares, em relação aos acampamentos. Conhecidos pelas suas atitudes práticas, os romanos variavam pouco as formas de construção, assegurando um padrão e agilidade em qualquer parte do território. Encontrado o local adequado para estabelecer o castrum, eram erguidas as tendas dos comandantes e tribunos, seguidos dos acampamentos das legiões. Entre as cidades fundadas a partir de um castrum encontram-se Bologna, Brescia, Como, Florença, Turim e Vicenza.

800px-Trier_Porta_Nigra_BW_1.JPG

Porta Negra em Tréveris (Trier). Fonte: Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tr%C3%A9veris. Acesso em: 12 set. 2016.

800px-DevaMinervaPlan(bq)

Modelo da fortaleza legionária de Deva na Grã-Bretanha. Fonte: Wikipédia. Disponível em: https://it.wikipedia.org/wiki/Castrum. Acesso em: 12 set. 2016.

800px-Archeodrome_Beaune_8

Reconstrução das fortificações de Alésia, Borgonha, épica batalha de Júlio César contra os gauleses. Entre as estruturas defensivas de um castrum, estavam os fossos, valas, muralhas e paliçadas. Fonte: Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Batalha_de_Al%C3%A9sia. Acesso em: 12 set. 2016.

Entre as ruas internas de um castrum, estavam as duas mais importantes: a Cardo Maximus e a Decumanus Maximus, que se cruzam no pretório (pertencente ao comandante), conectada aos quatro portões do acampamento.  São consideradas também contribuições etruscas na engenharia urbana romana (ver A cidade Etrusca). Havia a possibilidade do cardo maximus e decumanus maximus não se encontrarem no centro da cidade, mas em uma posição mais lateral, como em Pompeia e Turim.

As transformações das cidades romanas ocidentais, durante o avançar da Idade Média, nos revelam aspectos importantes sobre o desenho das mesmas nos dias atuais. Gradualmente, os bárbaros pagãos vão absorvendo a cultura romana e a religião católica. Ao mesmo tempo, a cultura romana deteriora-se em diversos pontos da Europa Ocidental, comprometendo a continuidade, manutenção e construção de edifícios e equipamentos administrativos e eruditos, como bibliotecas e basílicas. Com o avanço do Cristianismo e a introdução da moral judaico-cristã no território europeu, na Ásia Menor e no norte da África, os costumes pagãos indesejados são gradualmente banidos, enquanto outros costumes e festividades são cristianizados e permitidos pela Igreja em ascensão. As lutas gladiatórias são condenadas e proibidas, levando diversos anfiteatros e teatros romanos à condição de ruínas, sendo utilizados como pedreiras, como o caso do Coliseu (ver Coliseu), ou ao reaproveitamento dos alicerces como base para novos edifícios, como o Teatro de Marcelo e o Estádio de Domiciano, em Roma, assim como o Palazzo Vecchio em Florença, convertido em palácio-fortaleza (ver Teatro romano).

800px-Milecastle_39_on_Hadrian's_Wall

Muralha de Adriano e ruínas de castelo, na região da Nortúmbria, Inglaterra. Em toda sua extensão foram fundados exemplos de castrum e cidades. Fonte: Wikipédia. Disponível em: https://en.wikipedia.org/wiki/Hadrian%27s_Wall. Acesso em: 12 set. 2016.