Pinturas etruscas

Por Marcelo Albuquerque

As pinturas parietais tumulares revelam cenas do cotidiano, cenas de amor, afeto entre os casais, ideais aristocráticos e cenas ritualísticas, muito próximas da tradição de pintura grega. Em Tarquínia, encontra-se a Tumba das Leoas, com cenas de dança e celebração do vinho. A importância da pintura etrusca está também no fato de que, além da própria história etrusca, revela elementos da pintura grega que pouco sobraram e que nos restam pouquíssimos vestígios atuais, comparados às grandes quantidades de pinturas em cerâmicas conhecidas nos dias de hoje. As obras artísticas funerárias apresentam cenas de banquetes, jogos, danças, batalhas, deuses, demônios e gênios, com influencias do cânone egípcio, porém com a presença do movimento grego.

800px-Tarquinia_Tomb_of_the_Leopards.jpg

Tumba dos Leopardos em Tarquinia. Fonte: Wikipedia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cerveteri. Acesso em: 10 jan. 2017.

Pinturas nos túmulos sustentam a tese de que os jogos de gladiadores, ícones da Roma antiga, nasceram na Etrúria, como vistos em algumas tumbas de Tarquinia. Encontram-se também imagens de Jogos Olímpicos, algumas com traços de grande violência, como a de um cão que ataca um homem com a cabeça coberta por um saco, o que poderia relacionar a origem dos jogos gladiatórios e circos a rituais fúnebres. Portas do inferno, o barqueiro Caronte e demônios eram representos com frequência em pinturas nas tumbas de Tarquínia.